Tecnologia com a cara do Brasil

Ambientalmente corretas e fáceis de manusear e de instalar, as telhas de PVC garantem rapidez à obra, podendo ser utilizadas em prédios residenciais, comerciais e industriais

Estado de Minas
05/05/2011
 

Elaboradas à base de resina de alta tecnologia, as novas telhas de PVC tiveram desempenho aprovado em diferentes testes de qualidade. Proporcionam um sistema mais leve, com praticidade, eficiência e acabamento.

As telhas são fruto de uma parceria da Precon e da Braskem, empresa brasileira de pesquisa na área de petroquímica e produção de resinas termoplásticas. São quase dois anos desde o início dos estudos de telha PVC pela Braskem.

Podem ser utilizadas em estabelecimentos residenciais, comerciais e industriais. São resistentes a agentes químicos, como exalações industriais, névoa salina, ácidos ou outros ambientes agressivos. Sua resistência mecânica garante grande economia de custo e instalação, por suportar melhor impacto e carregamento para ambas as cargas estáticas e acidentais.

Há outras vantagens. As telhas de PVC são mais fáceis de manusear, o que garante mais rapidez às obras. “Nos casos de reposição, por ser mais leve e com um sistema mais barato, o proprietário mesmo pode fazer”, assegura Eder Campos Ferreira Filho, diretor da Precon. Enquanto 200 metros quadrados (m²) pesam uma tonelada em PVC, em cerâmica são 15 toneladas. As telhas proporcionam conforto térmico e acústico, com cerca de 17% de redução sonora e 20% térmica. São ambientalmente corretas, já que o PVC é reciclável e toda a sua produção é feita em circuito fechado.

Para atender à demanda em todo o país, a Braskem também está ampliando sua capacidade de produção. Até o fim do ano, terá o potencial aumentado em 200 mil toneladas por ano. “Pelas vantagens que oferece, estamos esperando a entrada de produtos concorrentes em breve. Mas estamos seguros de que temos os melhores parceiros, a melhor tecnologia e equipe”, pondera Bruno Simões Dias, presidente da Precon.

INSTALAÇÃO

Para o assentamento da telha deve-se colocar a primeira folha na parte baixa, certificando-se de que está nivelada com a linha do próprio telhado. Deve-se fixar a parte baixa da telha e depois a parte de cima. As laterais devem sempre estar encaixadas e parafusadas. As peças de fixação incluem anéis de plástico, capa de proteção contra água e parafuso autobrocante. Os parafusos podem ser os específicos para peças metálicas ou caibros de madeira.

O declive mínimo para cobertura em duas águas com as telhas de PVC é de 20 graus. Para uma água, de cinco graus. Os furos devem ser feitos na parte alta das ondas da telha. Caso fure em lugar errado, basta usar silicone colorido para coberturas e tapar o buraco.